Goleiros do Fluminense passam por treino diferente com “canhão”

Goleiros do Fluminense passam por treino diferente com “canhão”

Em determinado momento, Cavalieri sentiu dores na mão esquerda, mas nenhum problema mais grave (Foto: Nelson Perez - FFC)
Em determinado momento, Cavalieri sentiu dores na mão esquerda, mas nenhum problema mais grave (Foto: Nelson Perez – FFC)

Diego Cavalieri e Júlio César passaram por um treinamento diferente nesta segunda-feira, em Orlando. O preparador de goleiros do Fluminense André Carvalho fez um experimento com uma espécie de “canhão” para disparar bolas em alta velocidade e exigir defesas dos jogadores da posição.

A máquina utilizada, chamada “Globus”, solta as bolas em uma velocidade de 140 quilômetros por hora. Num determinado momento, Cavalieri chegou a sentir dores na mão esquerda, mas não teve qualquer problema, voltando para o trabalho.


Sem comentários