(Foto: Lucas Merçon/FFC)

Após nove anos, o zagueiro Gum está de saída do Fluminense. Através das redes sociais, o jogador se despediu do clube, nesta segunda-feira, e enalteceu o carinho da torcida ao longo de quase uma década nas Laranjeiras.

Na carta publicada, Gum afirmou que não faltaram esforços para permanecer. O jogador desejava renovar por dois anos, mas o Fluminense ofereceu apenas um e, por isso, não houve acordo entre as partes.

Gum deixa o Fluminense como o oitavo jogador que mais atuou, com 414 jogos ao longo de nove anos. Neste período, se tornou o mais vitorioso do século pelo clube com sete títulos: conquistou dois títulos Brasileiros (2010 e 2012), a Primeira Liga (2016), um Campeonato Estadual (2012), duas Taças Guanabara (2012 e 2017) e uma Taça Rio (2018).

Confira a carta na íntegra: 

“Toda saga tem seu fim… Ao longo desses quase dez anos, eu posso dizer que me entreguei de corpo e alma ao Fluminense. Jamais faltou luta. Raça. Entrega. Determinação. Força de vontade. O Fluminense me proporcionou muita coisa, e o que a torcida tricolor fez por mim eu tentei retribuir ao máximo. Sempre.

Foram muitos títulos, vitórias, emoções, mas também houve derrotas, frustrações, sofrimento. Intensidade é o que marcou essa minha trajetória no Fluminense. Hoje posso dizer que minha vida no futebol se confunde com o Fluminense. Com a torcida tricolor. Combati o bom combate, todas as vezes.

Neste dia 31 de dezembro de 2018 chega ao fim essa história com as três cores que traduzem tradição. Posso afirmar com toda a minha sinceridade que não faltaram esforços da minha parte para permanecer. Mas Deus sabe de todas as coisas. Saio de cabeça erguida, com a consciência de que dei tudo o que podia e não podia a essa torcida. Estarei com vocês sempre no meu coração.

Saudações tricolores!”

Confira a publicação: 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Toda saga tem seu fim… Ao longo desses quase dez anos, eu posso dizer que me entreguei de corpo e alma ao Fluminense. Jamais faltou luta. Raça. Entrega. Determinação. Força de vontade. O Fluminense me proporcionou muita coisa, e o que a torcida tricolor fez por mim eu tentei retribuir ao máximo. Sempre. Foram muitos títulos, vitórias, emoções, mas também houve derrotas, frustrações, sofrimento. Intensidade é o que marcou essa minha trajetória no Fluminense. Hoje posso dizer que minha vida no futebol se confunde com o Fluminense. Com a torcida tricolor. Combati o bom combate, todas as vezes. Neste dia 31 de dezembro de 2018 chega ao fim essa história com as três cores que traduzem tradição. Posso afirmar com toda a minha sinceridade que não faltaram esforços da minha parte para permanecer. Mas Deus sabe de todas as coisas. Saio de cabeça erguida, com a consciência de que dei tudo o que podia e não podia a essa torcida. Estarei com vocês sempre no meu coração. Saudações tricolores!

Uma publicação compartilhada por Gum Rodrigues (@gumoficial) em