O novo desafio de Levir Culpi é tornar o Fluminense um time mais eficiente no setor ofensivo. Vem conseguindo nas últimas rodadas e isso se deve, principalmente, a três jogadores: Gustavo Scarpa, Wellington e Henrique Dourado. Eles foram responsáveis por todos os gols do time nos últimos quatro jogos.

O camisa 40, principal atleta do elenco após a transferência de Fred para o Atlético-MG, voltou de lesão inspirado. Além dos gols no empate com o Internacional por 2 a 2, tem se destacado nas assistências. Foram quatro nas últimas partidas: as três na vitória sobre a Ponte Preta por 3 a 0, e o cruzamento que parou nos pés do Henrique Dourado no confronto com o Santa Cruz, em Recife.

E o que falar de Wellington e Henrique Dourado? Até então, dois dos reforços mais utilizados e mais úteis. A jovem revelação tricolor, além de um golaço na partida contra a Ponte, deu vida ao ataque tricolor com sua inteligência, velocidade e dribles. Já o Ceifador desencantou no duelo com o América-MG e fez mais um na última rodada. Com o trio, o Flu marcou sete gols em quatro jogos, média de 1,75 gols por confronto. Sem eles, no campeonato inteiro, foram 15 gols em 16 partidas (0,93 de média).