(Imagem: Divulgação/Flu-Memória)

No ano de 2014, um pouco menos de dois meses após a morte de Washington, o Fluminense perdeu o outro integrante do famossísimo “Casal 20”. O ex-atacante e ídolo do Fluminense, Assis, morreu em Curitiba no dia 6 de julho, há exatos 7 anos.

Em 2015, o clube fez uma justíssima homenagem a dupla de ídolos lançando o livro “Washington & Assis – Recordar é viver”, além da inauguração dos bustos dos ex-jogadores na sede de Laranjeiras.

Com passagem pelo Flu entre os anos de 1983 e 1987, Assis marcou 55 gols em 179 jogos. Suas atuações pelo Tricolor lhe rendeu uma convocação para a Seleção Brasileira.

Em dois anos seguidos, Assis foi responsável pelos títulos do Fluminense sobre o maior rival e até hoje o ex-atleta é reconhecido como carrasco do Flamengo, principalmente pelo momento histórico quando decidiu o título de 1983 com um gol no apagar das luzes. Vale destacar seu gol de cabeça em 1984 que garantiu o bi do Flu.

Também em 1984, Assis fez parte da campanha do segundo título brasileiro da história do Fluminense.