Antes de assumir o profissional, Marcão comandou o time sub-23 (Foto: Mailson Santana - FFC)

Desde a saída de Odair Hellmann, Marcão, técnico sub-23 do Fluminense, assumiu o comando da equipe profissional tricolor. No entanto, o treinador acabou contraindo a Covid-19 e não pôde comandar o time no clássico Fla-Flu, sendo substituído por seu auxiliar-técnico Ailton Ferraz.

Mas o que muda de um para outro? Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira, no CT Carlos Castilho, na Barra da Tijuca, o volante Hudson comparou os dois na beira do campo e comentou se há alguma diferença.

— Eu diria que eles se assemelham muito. O modo que é o trabalho dentro de campo e o relacionamento com a gente extracampo. Dois ex-jogadores que fizeram história no Fluminense, respeitadíssimos pela gente. Vemos neles dois caras com potencial enorme na profissão. Procuramos corresponder e ajudar eles ao máximo. Sabemos que o desafio para eles é grande, assumir a equipe no terço final de um campeonato difícil como o Brasileiro. Vamos procurar ajudar eles da melhor maneira possível.