Branco contou estar ainda acima do peso, mas perdeu 20 quilos durante internação (Foto: Lucas Figueiredo - CBF)

Um mês depois de receber alta, o ídolo tricolor Branco afirma ainda se recuperar dos efeitos da Covid-19. O ex-lateral-esquerdo passou por maus momentos. Ficou internado 17 dias, sendo cinco intubado. Ele conta como estão sendo os seus dias.

— Estava muito acima do peso, e ainda estou, mas deixei o hospital 20 quilos mais magro e vou me empenhar para manter isso, ficar com a saúde em dia, porque agora eu sei: sem ela, você não é nada. Não estou 100% recuperado. Faço fisioterapia para a recuperação plena do pulmão e para os músculos. Caminhar ou subir escadas dá um tremendo cansaço. Depois de tudo o que eu sofri com essa doença perigosa, que pega a pessoa de jeito, de uma hora para outra, sem dar aviso, digo de todo o coração: cuidem-se – disse em entrevista à Veja.

Branco falou ainda sobre como foi a internação por conta do novo coronavírus com situações para lá de complicadas.

— Estava muito agitado, às vezes acordava aos berros, dizendo que queria fugir do hospital. Por isso, me amarraram na cama, para que não me machucasse… Atado à cama, eu gritava com médicos e enfermeiros, totalmente fora de mim. Conforme fui acordando e melhorando, voltei à consciência e só aí entendi o que tinha me acontecido – recordou.

Quando jogador, Branco teve três passagens pelo Fluminense. A primeira entre 1982 e 1986, a segunda em 1994 e a tereira em 1998. Pelo Tricolor das Laranjeiras, foi tricampeão carioca (1983, 1984 e 1985) e campeão brasileiro (1984). No total, fez 157 jogos e 12 gols.

Branco também conquistou a Copa do Mundo de 1994 com a seleção brasileira. Atualmente é coordenador da CBF.