(Foto: Divulgação - Conmebol)

A publicação de um decreto com medidas restritivas para evitar o aumento da proliferação do novo coronavírus em Bogotá coloca em dúvida como será o duelo entre Independiente Santa Fe e Fluminense, quarta, pela segunda rodada do Grupo D da Libertadores. A imprensa local, no entanto, acredita que a prefeitura possa abrir uma exceção e permitir a realização do jogo no local originalmente marcado para o Metropolitano de Trecho. Quem explica é Alfonso Moreno, da rádio “RCN”.

– É esperado que a Prefeitura de Bogotá abra uma exceção para essas partidas, porque não há torcidas e as equipes praticamente se movem em uma bolha. Mas a decisão de momento é que não pode haver jogos nem em El Campín, nem em Techo (local previsto para Santa Fe x Flu) – falou.

O decreto tem alguns pontos dúbios. O Artigo 1 cita a restrição de circulação de pessoas e veículos por vias e lugares públicos em Bogotá a partir de 0h (horário local) da próxima sexta-feira (30), dois dias após a data do jogo. Já o Artigo 2 diz respeito a “exceções às restrições de mobilidade”, cita no parágrafo 4 que: não poderão ser realizadas atividades esportivas, tais como torneios de futebol profissional. Por sua vez, o Artigo 3, sobre “restrições noturnas e mobilidade”, diz que o decreto está válido desde as 4h (horário local) desta segunda-feira.