Índio x Fred: Primeira audiência acontece nesta quarta-feira

Índio x Fred: Primeira audiência acontece nesta quarta-feira

indioO árbitro Luís Antônio Silva dos Santos, o Índio, resolveu a processar o ídolo tricolor Fred pelas declarações durante o Campeonato Carioca deste ano. Após adiamento, a primeira audiência do processo por calúnia e difamação corre nesta quarta-feira.

A primeira declaração foi dada após o clássico entre Fluminense e Vasco, no dia 22 de fevereiro, pela 3ª rodada do Carioca. Fred criticou a atuação de Índio durante o jogo, e sua escolha para apitar um jogo daquela importância.

– Não coloco a culpa da derrota na arbitragem, não.O  Vasco foi superior e mereceu pelo futebol que apresentou. Mas não tem como em 2015 nós suportarmos tanta babaquice desse senhor. Não foi só contra a minha equipe, foi contra as duas. Irritou as duas equipes. Eu tenho certeza que a reação de todos, tanto do Fluminense quanto do Vasco, quando souberam que ele apitaria foi ‘O Índio apitar esse jogo?’. Ele fica provocando o tempo inteiro, tem toda essa palhaçada que ele faz, quer aparecer mais do que o futebol. (…) Nós vemos um árbitro que ficou um tempo sem apitar, ele volta para apitar o clássico e faz uma babaquice. Não falo só pelo Fluminense. Eu estou louco com ele, o Luan está louco com ele, o Jean também. Nós saímos daqui tristes pela derrota, mas eu espero que esse árbitro não apite mais nenhum clássico, porque ele não é merecedor de apitar jogos importantes aqui no Rio de Janeiro – disse Fred, segundo a descrição do processo.

No Fla-Flu do estadual, Fred foi expulso e deixou o campo dizendo que o Campeonato Carioca deveria acabar. Mas foi a declaração feita na zona mista, já na saída do Maracanã, que causaram incômodo no árbitro.

– Me tiraram do jogo. O primeiro cartão não foi merecido, o segundo cartão foi falta clara, clara,
muito clara. O Anderson Pico tocou em mim. Então, assim, o que eu vou vim falar com vocês? A gente sai lá louco, numa adrenalina monstra, a gente vê os clubes fazerem um esforço danado por causa da situação do futebol brasileiro, para manter bons jogadores, grandes jogadores, e de repente acontece uma coisa dessa. Então é complicado. Só falta, só falta quarta-feira colocarem o ‘Índio’ para apitar. Aí fica tudo em casa – como descreve o processo.


Sem comentários