Evandro Leitão, presidente do Ceará
Evandro Leitão, presidente do Ceará

Evandro Leitão, presidente do Ceará, desabafou sobre a situação de Magno Alves. Em entrevista à Rádio Brasil, o dirigente manifestou sua irritação com a diretoria do Fluminense, em especial Mário Bittencourt, vice de futebol tricolor, que já admitiu o desejo de contratar o veterano atacante. Evandro garantiu que o jogador não deixará o Vozão antes de dezembro.

– Não tem nada de concreto. O que a gente fica sabendo é através da imprensa. Ele tem contrato conosco e até o final desse ano e já digo que o clube não libera o atleta nem para o Fluminense, nem para nenhum clube do futebol brasileiro – disse o mandatário do Ceará, que completou:

– A gente tem de ter responsabilidade naquilo que falamos. O que eu tenho a dizer é que daqui o atleta não sai. Já estou no futebol há oito anos e aprendi que a gente tem que ter ética e respeitar os momentos que os clubes estão passando. Temos de levar em consideração que com o adversário você tem de ser leal. Estamos nas finais de duas competições (Copa do Nordeste e Cearense) e tem dirigente do Fluminense dando declarações sobre atleta nosso. Isso não pode acontecer. Tem dirigente que ainda não amadureceu. Fica transferindo responsabilidade de insucesso em campo falando em contratações. Só que eu trabalho dentro de uma perspectiva e só anunciamos jogadores depois de contratados. Tenho dois atletas praticamente contratados e não anunciei ainda por isso. Não é isso que tenho sentido por alguns clubes do futebol brasileiro.

 

 


Sem comentários