Sete gols em seis jogos, 18 na temporada, mas, ainda assim, Henrique Dourado acredita que ainda tem de provar seu valor no Fluminense. As comparações com o ex-camisa 9 Fred são inevitáveis e, por isso, o Ceifador não se acomoda.

– Isso é algo que não terá fim. O Fred foi um ídolo e deixou história marcada aqui. A partir do momento que não passar por uma fase do nível que o Fred tinha, sei que as críticas vão voltar. Temos de estar preparados para dar a volta por cima e não ligar tanto para essas comparações. Tantos nos momentos bons, quanto nos ruins – disse o centroavante, que não é de acompanhar o noticiário esportivo:

– Me desliguei muito e até hoje não acompanho muito. Às vezes atrapalha e procurava não ver notícias sobre mim. Elas chegam, mas por outras pessoas. Eu procurava não ver, especialmente no início. Não queria saber de nada e evitava ver programa esportivo, ainda que no momento bom.