Itália quer abandonar a Copa das Confederações

Itália quer abandonar a Copa das Confederações

As manifestações em centenas de cidades brasileiras, reunindo milhões de pessoas, assustaram a delegação da Itália. Segundo informações da Rádio CBN, os jogadores italianos, que trouxeram a família para o país, manifestaram o desejo de abandonar a Copa das Confederações por precaução. Além disso, noticia a rádio, o hotel onde a Fifa está hospedado foi atacado.

A Fifa já teria, inclusive, consultado o setor jurídico para saber quais seriam as consequências do cancelamento: a resposta que obteve é a de que, pela Lei Geral da Copa, pode acionar o governo brasileiro em caso de cancelamento da competição por falta de garantias segurança.

No entanto, a entidade máxima do futebol, em comunicado oficial desconsiderou a possibilidade de interrupção da Copa das Confederações por conta dos protestos:

– Nem a Fifa e nem o COL (Comitê Organizador Local) têm discutido a possibilidade – foi o teor da nota.