Jackson responde críticas à remuneração de Idel: “Preconceito”

Jackson responde críticas à remuneração de Idel: “Preconceito”

jacksonApós a confirmação de que o ex-vice presidente de marketing do Fluminense, Idel Halfen, assumirá a gestão da área dentro do clube, deixando de ser político, para se transformar em funcionário e, automaticamente, recebendo por isso, muito se falou, sobretudo na oposição tricolor. Respondendo sobre supostas críticas de um favorecimento ao ex-dirigente, o assessor da presidência do Flu, Jackson Vasconcelos, falou sobre o assunto.

– A questão é a seguinte: virou uma coisa lendária. Se eu posso exercer uma função, estava lá, dedicado ao Flu, sem ter dedicação, por que eu não posso ter o profissional? Se fosse um sujeito tivesse uma posição menor, isso não ocorreria. Ele é um baita profissional de mercadão – disse.

Certo de que as críticas são apenas superficiais, Jackson destacou que o pré-julgamento acaba cegando as pessoas, principalmente no futebol. A continuidade do trabalho de Idel, agora como prestador de serviços, se deve, principalmente, a excelência em marketing do profissional.

– O que existe muito é preconceito com relação as coisas, só porque ele foi vice-presidente. O Marcelo Penha é um grande profissional. O cara é remunerado porque precisa viver. Tem cara que não aceitaria, porque tem outroscompromissos – concluiu.


Sem comentários