Gilmar Fubá fez parte de time do Fluminense semifinalista do Brasileirão de 2001

Jogador com passagem pelo Fluminense em 2001, Gilmar Fubá está com uma grave doença. Quem revelou foi o médico do Corinthians, clube onde atuou entre 1995 e 2000, Joaquim Grava em entrevista ao canal de TV Fox Sports.

– Infelizmente o Fubá está com uma “doençazinha” que não é muito simples. Eu encaminhei para a Escola Paulista de Medicina aos cuidados de Reinaldo Garcia, que é especialista em tumores ósseos, foi feita uma biópsia e o resultado deve sair entre os dias 7 e 10. Vamos torcer para a biópsia ser com resultado favorável, que possa fazer tratamento e dê tudo certo. É triste porque é jovem, mas está bem assistido e Deus é importante nessas horas. Vamos fazer a coisa correta, está em excelente lugar, lugar padrão, de primeira escolha para o tratamento e vamos torcer para que se recupere. Está tudo bem, só esperando os exames – revelou.

Gilmar Fubá, aos 41 anos, perdeu muitos quilos e está bem fraco. O Corinthians monitora sua situação de perto e organizará uma partida da equipe de masters para arrecadar fundos e ajudar a pagar o tratamento do ex-jogador.

O ex-volante defendeu o Fluminense em 2001, chegando por indicação do técnico Osvaldo de Oliveira, com quem foi campeão mundial de clubes no Corinthians, um ano antes. No time das Laranjeiras atuou em 13 partidas, sendo cinco como titular e oito como reserva. Naquela temporada, o Tricolor foi semifinalista do Campeonato Brasileiro, caindo diante do Atlético-PR, que seria campeão diante do São Caetano.