(Foto: Lucas Merçon/FFC)

Em entrevista à FluTV, Mário Bittencourt, presidente do Fluminense, comentou sobre a chance da partida entre Fluminense e Barcelona de Guayaquil (EQU), no Maracanã, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, ter público. O mandatário revelou que o Tricolor irá protocolar um ofício junto à Prefeitura do Rio para ter a presença do torcedor.

De acordo com Mário, a decisão foi tomada em concordância com o clube equatoriano, que também busca a liberação para ter público na partida de volta, em Guayaquil. Caso o pedido do Flu seja deferido, a partida pode ter um público de 4.500 torcedores. Apenas os sócios terão acesso ao estádio.

– Estamos propondo que se aplique o protocolo da Prefeitura, que está válido a partir de setembro: que as pessoas com o ciclo completo de vacina possam ir ao estádio, no limite máximo de 4,5 mil pessoas, que é 10% da capacidade, tirando gratuidades, camarote, etc. Como se fizermos 10 ou 20 mil pessoas não teríamos retorno financeiro e entendemos que precisamos fazer um evento-teste, estamos propondo à Prefeitura que este seja um “evento-teste” com a participação da Prefeitura. Ou seja, o jogo do Fluminense na quinta-feira seria um “evento-teste” utilizado pelo Fluminense e pela Prefeitura para reabrir o Maracanã.

É importante ressaltar que, caso tenha seu pedido aceito, o Fluminense fará a partida de acordo com os protocolos da própria Prefeitura. A proposta é fazer um evento teste, em acordo com a prefeitura, já que em setembro a tendência é que haja o retorno de 50% da capacidade dos estádios. Somente quem tiver as duas doses da vacina poderá entrar no estádio.

A resposta da Prefeitura deve sair entre essa sexta-feira e o sábado.