Foto: Lucas Merçon/FFC

O dono da noite mágica que viveu o Maracanã neste sábado tem nome e sobrenome. Para John Kennedy, este 23 de outubro de 2021 ficará guardado para sempre em suas recordações. Não é para menos. Com apenas 19 anos, o Moleque de Xerém mostrou-se predestinado a brilhar no Fla-Flu 435. Foram dois gols que lhe garantiram, de quebra, a fama de carrasco do rival.

Em seu primeiro Fla-Flu como titular no time profissional, John Kennedy provou que a alcunha que carregava na base não se restringe apenas a Xerém. Com os dois na vitória por 3 a 1 neste sábado, o atacante chegou a 13 gols diante do Flamengo em 14 jogos, entre Sub-17, Sub-20 e time profissional.

– Não tem palavras para descrever a emoção. Vinha trabalhando forte, recuperando a confiança. E graças a Deus fui feliz, fiz dois gols e ajudei a equipe a sair com a vitória. É muita emoção. Ter meu nome cantado pela torcida do Fluminense é inacreditável. Eu nunca imaginei que seria tão rápido voltar a jogar e ter a torcida ao nosso lado, cantar meu nome. Estou feliz demais. Só me faz querer mais e mais – disse o jovem atacante.

Dos 13 gols de John Kennedy diante do Flamengo nas categorias de base, alguns foram decisivos. No fim de setembro, ele atuou pelo Sub-20 e foi o herói da grande final do Campeonato Carioca Sub-20, quando marcou três vezes na goleada por 4 a 1 no jogo de ida e ajudou o Fluminense a ser campeão.

Em 2019, mais um título carioca sobre o rival com a marca de John Kennedy. Ele marcou nos dois jogos das finais do Campeonato Carioca Sub-17 e também saiu com um dos destaques da conquista do troféu.