Claudio Aquino foi contratado no mês passado, por empréstimo de um ano, junto ao Independiente-ARG (Foto: Mailson Santana/FFC)

É comum a observação de jogadores através de vídeos disponibilizados na internet. Muitos deles, acabam sendo contratados desta forma. Mas no Fluminense, isto não ocorre. O diretor-executivo de futebol, Jorge Macedo, explica que a contratação dos dois estrangeiros, desconhecidos do futebol brasileiro, partiu de uma análise in loco.

– O Fluminense tem um departamento de scout que analisa as séries A, B, C, D e campeonatos internacionais. Por exemplo, o Rojas, o nosso observador ficou, praticamente, duas semanas no Paraguai, observando jogos, treinamentos. Mesma coisa com o Aquino. Fazemos um trabalho com bastante critério para não ter o problema de o jogador chegar, sem ser observado direito, visto como antigamente, por DVD. Então, esse trabalho de estudo leva tempo. Conversamos com os jogadores, treinadores, preparadores físicos…- esclareceu o dirigente.

Alexis Rojas e Claudio Aquino foram contratados por empréstimo. A revelação do Sportivo Luqueño (PAR) ficará no Fluminense até dezembro de 2017, enquanto o argentino até julho do ano que vem.