gerson viniciusEm levantamento sobre o uso das divisões de base, o Fluminense, na visão de Pedro Venancio, que assina o blog “Na Base da Bola”, do site Globoesporte.com, foi um dos que tiveram mais sucesso. Para ele, o Tricolor foi o melhor vendedor de 2015 e fala sobre sua aposta pessoal para o próximo ano. Veja a análise dos 20 clubes da Série A:

 

CORINTHIANS
Malcom se firmou no time titular de vez e fez gols decisivos. Além disso, Guilherme Arana teve uma boa sequência de jogos, apesar de oscilar um pouco durante o ano. Marciel, melhor jogador da Copa São Paulo, fez um gol importante contra o Fluminense, e Yago retornou para mostrar que pode compor bem o elenco. O saldo é positivo em relação a anos anteriores.

Aposta do blog para 2016: Matheus Pereira (meia)

ATLÉTICO-MG
Poucas revelações subiram em 2015, e Carlos, que foi decisivo na Copa do Brasil de 2014, está em baixa. De positiva, fica a afirmação de Jemerson, agora zagueiro de Seleção. O retorno de Lucas Cândido no fim do ano foi importante, mas Eduardo, volante em quem se aposta muito, ainda não se firmou definitivamente como titular.

Aposta do blog para 2016: Capixaba (meia-atacante)
GRÊMIO
O ano foi muito positivo para Walace, que se firmou de vez como volante titular. Luan, que chegou ao clube no fim da formação, foi um dos melhores jogadores do campeonato, apesar de mostrar certa displicência em alguns momentos. Outros jogadores, como Pedro Rocha e Everton, tiveram boas chances de mostrar serviço.

Aposta do blog para 2016: Arthur (volante)

SÃO PAULO
Em meio ao ano caótico, o time teve bons nomes da base se firmando. Lucão é o principal deles e Rodrigo Caio tornou-se um dos líderes do elenco. Matheus Reis, lateral-esquerdo, teve um desempenho razoável. A nota negativa é o quase inexplicável empréstimo com opção de compra de Ewandro, melhor jogador da geração mais vencedora do clube dos últimos tempos, ao Atlético-PR.

Aposta para 2016: David Neres (meia-atacante)

INTER
O clube que mais usou a base entre os primeiros colocados do Brasileirão, graças à coragem de Diego Aguirre (barrou Nílton para colocar Rodrigo Dourado, por exemplo) e ao bom trabalho feito no sub-23. Além de Dourado, se destacaram Valdívia, artilheiro do time no ano com 19 gols, William e Alisson, este último titular da Seleção principal.

Aposta do blog para 2016: Gustavo Ferrareis (meia-atacante)

SPORT
Depois de muitos anos, o clube fez uma boa venda com Joelinton, de apenas 19 anos, que foi para o Hoffenheim, da Alemanha. Neto Moura, meio-campista, participou bastante do Brasileirão, e há a expectativa por mais jogadores nos próximos anos.

Aposta do blog para 2016: Fábio (meia)

SANTOS
Manteve a média de jogadores utilizados em 2014, e pode comemorar a afirmação definitiva de Gabriel como um dos melhores atacantes do Brasil. Além disso, surgiu Thiago Maia, que tomou de assalto a posição de volante. Zeca e Gustavo Henrique também se tornaram titulares com justiça. O ponto negativo foi a temporada de Caju, que começou o ano como titular da Seleção sub-20 e terminou na reserva do clube.

Aposta do blog para 2016: Guilherme (volante)

CRUZEIRO
Mesmo com um time reformulado, a base foi pouco prestigiada. Nomes como Bruno Edgar e Eurico jogaram pouco, e Mayke, em má fase, perdeu a posição na lateral direita, enquanto Alisson sofreu com lesões. Os pontos positivos foram Marcos Vinícius e Allano, revelados em outros clubes e contratados ainda para a base.

Aposta do blog para 2016: Fabrício (zagueiro)

PALMEIRAS
O excesso de contratações impediu em alguns momentos o aproveitamento de jogadores da base. Nathan, zagueiro, foi um dos mais prejudicados. Mas no fim do ano o Verdão virou o jogo, com Gabriel Jesus e Matheus Sales. João Pedro, que foi titular no Mundial Sub-20, ainda precisa evoluir defensivamente.

Aposta do blog para 2016: Augusto (zagueiro)

ATLÉTICO-PR
Atlético-PR x PalmeirasTeve em Otávio, volante, seu principal jogador em 2015. Marcos Guilherme teve bons momentos e segue em ascendente na carreira, mas ainda precisa de mais regularidade, assim como Hernani. As perspectivas para 2016, com a subida de mais uma geração talentosa, são boas.

Aposta do blog para 2016: João Pedro (meia)

PONTE PRETA
Utilizou muito pouco a base em 2015. Leandrinho, um dos principais nomes da Seleção sub-17, não tem contrato profissional com o clube e foi pouco utilizado. Com a chegada do competente Rodrigo Leitão na coordenação, a tendência é que o processo de formação melhore, mas os resultados surgirão apenas no longo prazo.

Aposta do blog para 2016: Ravanelli (atacante)

FLAMENGO
Muito questionada em 2014, a base rubro-negra não chegou a dar uma reviravolta, mas mostrou bons indícios de recuperação em 2015. O principal deles foi a afirmação de Jorge no time titular. Jajá, que iniciou o ano mais badalado, chegou a jogar alguns jogos, mas terminou como reserva, e Matheus Sávio, após bons jogos no Campeonato Carioca, voltou aos juniores.

Aposta do blog para 2016: Ronaldo (volante)

FLUMINENSE
O clube que melhor vendeu em 2015. Kenedy e Gerson renderam um bom dinheiro, e a reposição, com Gustavo Scarpa e um desacreditado Marcos Junior, foi qualificada. Na lateral esquerda, Léo Pelé foi bem, e na zaga, Marlon se firmou de vez, mesmo com alguns erros cometidos.

Aposta do blog para 2016: Danielzinho (meia)

CHAPECOENSE
Não utilizou ninguém revelado no clube no Brasileirão, e há a expectativa por uma reestruturação da base que possa ter resultados nos próximos anos. Mas ainda é pouco.

Aposta do blog para 2016: ninguém em especial

CORITIBA
Dobrou o número de pratas da casa utilizados em relação a 2014 e o time sentiu o peso em alguns momentos. Mas Juninho, zagueiro, termina o ano em alta, e há outras promessas com potencial, como os laterais Rodrigo Ramos e Henrique, e o atacante Evandro, autor de quatro gols na temporada.

Aposta do blog para 2016: Thiago Lopes (meia)

FIGUEIRENSE
Clayton, atacante de 20 anos, foi o principal jogador da equipe em várias partidas do Brasileirão e deve ser vendido. Yago, meia, fez bons jogos e pode assumir o papel de protagonista em 2016.

Aposta do blog para 2016: João Pedro (volante)
AVAÍ
Teve no volante Renan, de apenas 18 anos, seu principal expoente em 2015. Apesar de ter sido suspenso por doping, ele tomou conta da posição no meio-campo e mostrou que pode ser útil para várias equipes da Série A que tentaram contratá-lo. Anderson Lopes, atacante, teve alguns bons momentos também.

Aposta para 2016: Nuno (zagueiro)

VASCO
O Cruz-Maltino teve a afirmação de Luan, que se tornou titular inquestionável em 2015. Mas Thalles, outrora visto como promessa, decepcionou. Jhon Cley, antes de ser vendido, teve uma grande atuação contra o Fluminense, e os goleiros Jordi e Charles não aproveitaram as chances que tiveram para deixar uma boa impressão.

Aposta do blog para 2016: Mateus Vital (meia)

GOIÁS

Foi quem mais utilizou a prata da casa no Brasileirão, mas com jogadores muito jovens e sem os recursos de outras temporadas, acabou rebaixado. O time fez jogo duro para vender Erik, que acabou se salvando em meio à má campanha no fim. Felipe Macedo, zagueiro que chegou a ser cobiçado pelo Monaco, da França, alternou bons e maus momentos.

Aposta do blog para 2016: Léo Sena (meia)

JOINVILLE

Kadu JoinvilleO time até chegou a dar chances para alguns jogadores da base, e o principal deles foi o volante Kadu, titular em algumas partidas. Mas o excesso de contratações prejudicou a afirmação desses nomes, que podem ter mais espaço em 2016 na Série B e mostrar a qualidade do trabalho de formação que é feito por lá.

Aposta do blog para 2016: André Bauer (zagueiro)


Sem comentários