(Foto: Mailson Santana - FFC)

O atacante Kaká, revelação das divisões de base do clube de apenas 18 anos, foi liberado pelo Fluminense para acertar com o Grêmio. Considerado uma promessa em Xerém, o jovem havia renovado seu vínculo com o Tricolor em novembro de 2018 e tinha contrato vigente com o Time de Guerreiros até outubro de 2021.

A multa rescisória, inclusive, chama a atenção: na casa dos 40 milhões de euros (cerca de R$ 175 milhões na cotação da época e pouco mais de R$ 250 milhões na cotação atual). O alto valor mostra o quanto o Flu apostava no atleta e o via como um jogador que poderia render frutos tanto nas categorias mais velhas quanto nos profissionais.

Além da multa milionária com o Tricolor, o jogador também acumulou convocações para as seleções de base sub-15, sub-16 e sub-17 em sua passagem pelas Laranjeiras. Chegou a disputar o Sul-Americano sub-15 em 2017, marcando dois gols vestindo a Amarelinha, e participou de cinco dias de treinos em preparação para o Sul-Americano Sub-17 de 2019.

O que muitos torcedores se perguntam nas redes sociais são os motivos que levaram o atleta a deixar o Flu e acertar com o clube gaúcho. Até o momento, o clube ainda não se posicionou de maneira oficial sobre a saída do jovem. O que se sabe é que o Tricolor manteve uma fatia de seus direitos econômicos (em torno de 30 a 50%).