Decisão cabe recurso à defesa do atacante Fred (Foto: Lucas Merçon - FFC)

O Atlético-MG informou na tarde desta terça-feira que uma ação de Fred na Justiça do Trabalho exigindo a quantia de R$ 4,2 milhões do clube mineiro foi extinta. O valor era referente a verbas não pagas pelo Galo na rescisão contratual em 2017. A decisão cabe recurso à defesa do atacante do Fluminense.

Em outubro, o clube havia entrado com processo de “cumprimento de sentença” cobrando R$ 23 milhões do jogador. Na discussão, o Atlético confessou ser devedor de R$ 1,9 milhão de verbas trabalhistas a Fred, mas queria que tal dívida fosse compensada dentro da multa de R$ 10 milhões cobradas do atleta por ele ter assinado com o rival Cruzeiro, na virada de 2017 para 2018.

A CNRD, Câmara Nacional de Resoluções de Disputas da CBF, havia concordado com a manifestação do Atlético, e foi favorável à compensação de uma dívida menor dentro da outra maior. Entretanto, Fred recorreu ao CBMA (Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem). No recurso, o Galo seguiu com resultado favorável, e credor do jogador, mas perdeu no que diz respeito à compensação.

Com o passar dos meses, os valores das duas dívidas foram atualizados. Os R$ 10 milhões da cobrança do Atlético viraram R$ 23 milhões. E o R$ 1,9 milhão que o Galo deve a Fred foi corrigido no cálculo do jogador, praticamente dobrando de valor.