(Foto: Lucas Merçon - FFC)

Um dos grandes trunfos do Fluminense na temporada até aqui tem sido a boa mescla entre jogadores experientes e jovens na equipe. Enquanto crias de Xerém vão despontando cada vez mais e ganhando seu espaço, como Martinelli, Kayky e Luiz Henrique, os veteranos são responsáveis ajudar na formação dos jovens e nos momentos de jogo em que é necessária uma maior “vivência e malandragem”. Em entrevista, o técnico Roger Machado enalteceu a mistura de juventude e experiência. do Time de Guerreiros

– Fico toda hora no ouvido deles. Elogiando quando eles fazer as coisas certas e reposicionando quando eles têm algum equívoco. Isso também faz parte do processo de evolução. O que precisamos ter nesse processo é que quando voltar a torcida eles terão o peso do torcedor, que na maioria das vezes vai apoiar, mas quando não tiver fazendo a coisa certa vai os pressionar e eles terão que ter o discernimento e a tranquilidade que estão sendo construídos. Acho que quando esse momento chegar, eles estarão maduros o suficiente para enfrentar também os torcedores adversários que vão tentar se impor – disse ele, complementando em seguida:

– É também uma geração diferente da minha e das anteriores. Temos que saber nos adaptar e lidar com essa geração. Saber que a evolução deles não vai acontecer plenamente de uma hora para a outra, que eles terão altos e baixos. Mas é uma continuidade de evolução que não tem retorno – finalizou.