1A Primeira Liga, campeonato da Liga Sul-Minas-Rio, estreará em 2016, possivelmente, com árbitros de fora do Brasil. A sugestão partiu do CEO do grupo, Alexandre Kalil. O próprio dirigente esteve no Rio de Janeiro ao lado de seu sucessor à presidência do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, para defender os interesses de seu ex-time, em agosto. A avaliação alvinegra foi de que nada mudou desde então.

A princípio, a ideia não seria entrar em choque com a CBF. O presidente da federação catarinense, Delfim Peixoto Filho, havia colocado à disposição anteriormente o quadro de seu estado em caso de ruptura com o cartola. A reunião da semana passada, no Rio, suavizou os ânimos, no entanto.

Para viabilizar a ideia, Kalil trabalha desde o fim da semana passado negociando os direitos de transmissão da competição com emissoras, tais como a Record e o Esporte Interativo, naming rights e patrocínios.


Sem comentários