Klever brilha, mas defesa falha e invencibilidade termina

Klever brilha, mas defesa falha e invencibilidade termina

Foto: Nelson Perez
Foto: Nelson Perez

O estreante Klever fez ótima partida, teve dia de Diego Cavalieri, mas não impediu a derrota tricolor em Caxias do Sul. A defesa do Fluminense falhou muito, o goleiro foi uma barreira, mas nada pôde fazer para evitar o gol de Leandro Damião aos 35 minutos do segundo tempo.

Com um time inteiro de desfalques, o Fluminense fez um primeiro tempo de igual para igual em Caxias do Sul. Chutou mais a gol do que o Internacional, usou os lados do campo, mas faltou acertar na pontaria.

Luxemburgo mandou a campo uma equipe moldada para o contra-ataque. Eles pouco aconteceram, mas Rafinha, Biro-Biro e os dois laterais deram trabalho. O problema estava lá atrás.

Anderson dava sustos a cada toque na bola. Não satisfeito em desarmar, tentava algo que não sabia e, corriqueiramente, errava passes. Chegou a furar bisonhamente em um lance. No meio, a lentidão de Fábio atrapalhava a compactação do time, já que D’Alessandro teve alguma liberdade para armar. Além disso, o filho de Abel Braga pecava no fundamento básico.

Em contrapartida, o estreante Kléver mostrou segurança. Salvou gol certo de Fabrício e, atento, foi bem nas jogadas aéreas.
No morno segundo tempo, o Flu quase abriu o placar com Jean, em finalização de fora da área. No rebote, Sobis chutou fraco e Gabriel tirou em cima da linha.

A temperatura esquentou na parte final, com Kléver fazendo duas ótimas defesas. Mas aos 35 minutos, Bruno errou infantilmente, cometeu falta e não acompanhou a jogada. No cruzamento de Willians, Igor Julião falhou e Leandro Damião empurrou para as redes. Derrota dura de engolir.


Sem comentários