(Foto: Nelson Perez/FFC)

No Fluminense, o lateral-esquerdo Carlinhos passou por grandes momentos, como os títulos Brasileiros de 2010 e 2012 e o Carioca de 2012, mas também teve momentos difíceis. Em entrevista ao portal Globoesporte, o atleta que está atualmente sem clube após rescindir contrato com o Paysandu lembrou da perda do filho que sua esposa esperava e do apoio da torcida tricolor, que o abraçou.

– Tiveram momentos em que eu passei por situações difíceis e o clube e a torcida me abraçaram. Teve a situação do meu filho em 2013. Tínhamos um jogo de Libertadores contra o Caracas e minha esposa havia perdido o bebê que esperava. A torcida gritou meu nome. Foi fantástico – recordou ele emocionado.

O lateral aproveitou para fazer uma breve análise sobre o momento complicado que o clube atravessa. Embora a fase não seja das melhores, ele vê o Tricolor com condições de brigar pelo título da Sul-Americana.

– O clube está tentando se ajeitar na medida do possível. Tem jogadores novos, de qualidade. Mas para poder disputar os campeonatos mais importantes necessita algo a mais. Os clubes que estão chegando aos títulos são os que possuem mais investimentos. Na hora H esse “algo a mais” pesa. Mas eles estão fazendo um ótimo trabalho. Não é fácil estar na situação financeira que o clube está e conseguir ao menos dar esperança ao torcedor em alguma competição. Venho acompanhando a Sul-Americana, tenho amigos no clube e fico na torcida. É uma oportunidade, tem condições de chegar à final – analisou.