(Foto: Mailson Santana - FFC)

Com uma atuação muito fraca, o Fluminense foi derrotado pelo Atlético-GO na noite desta última quarta-feira, em Goiânia, pelo placar de 2 a 1. Após o jogo, o técnico Marcão concedeu uma entrevista coletiva falando sobre o resultado.

O treinador comentou sobre o que deu de errado na estratégia de jogo do Time de Guerreiros, a escolha das peças para montar a equipe que entrou em campo e muito mais. Leia abaixo, na íntegra, a entrevista coletiva do técnico Marcão:

ESTRATÉGIA
– Buscamos manter nossa marcação na linha média, manter a posse e trabalhar nas transições que tanto exigimos, tanto pedimos. Sabíamos da pressão alta da marcação do adversário. Treinamos algumas situações, a penetração do Michel (Araújo), que não funcionou no 1º tempo. No 2º tempo preterimos o Michel e botamos o Pacheco, já que não tinha funcionado a estratégia. Um pouco depois colocamos o Lucca para buscar a profundidade do outro lado. Ele treinou bem durante a semana, fez essa função. Procuramos profundidade, mas não conseguimos – disse.

CRÍTICAS AO DESEMPENHO DA EQUIPE
– Na verdade foi esse equilíbrio que tentamos para essa partida, o do primeiro tempo do jogo do Vasco, manter aquela organização ofensiva. Mas o primeiro tempo aqui não conseguimos fazer isso. Tanto que já no intervalo, buscamos um jogador de velocidade, de canto, para dar profundidade, fazer essa bola chegar mais nos nossos atacantes de centro. Por isso da nossa mexida. Não gostamos da nossa postura no primeiro tempo, não ter feito o que fizemos no jogo passado. Por isso nossa mudança tentando dar amplitude a nossa equipe para furar a defesa adversária – disse.

FALTA DE CRIATIVIDADE
Vamos trabalhar bem para corrigir essa questão de criatividade, temos que criar opções para finalizar mais, ter mais profundidade. Não ficamos satisfeitos. Vamos treinar essa semana para o mais rápido possivel equacionar essa questão e tornar nossa equipe mais perigosa para criar mais situações e complicar os adversários. Tentar repetir o que deu certo e criar novas situações para eliminar o que tem dado errado .Fizemos treinamentos que foram muitos bons durante a semana, principalmente em relação à profundidade, que cobramos muito. Conseguimos êxito no treinamento, no primeiro tempo não saiu, mas temos que procurar maneiras de ferir mais o adversário. Vamos trabalhar para criar essas situações. Principalmente para criar profundidade e furar as defesas. Já que não funcionou a estratégia, tentamos com o Pacheco e o Lucca, abertos, com mais velocidade, para tentar chegar ao gol adversário”

SOBRE FRED TER JOGADO OS 90 MINUTOS
Em relação ao Fred, era um jogo que precisávamos do nosso centroavante, a bola rondava na área e ficamos sempre na expectativa de um movimento dele, é um cara que a bola procura, é um goleador. No final coloquei o Felippe junto com ele, e segurando dois jogadores, como sempre, é muito perigoso. Naquele momento, precisávamos trabalhar mais, tirei um volante, coloquei um atacante. Eram dois de área para criar dificuldade na marcação.

O QUE FAZER PARA O PRÓXIMO JOGO?
– Perdemos alguns jogadores por cartão amarelo e teremos que trabalhar bem para corrigir essa questão. Não ficamos satisfeitos, temos que criar opção para toda hora estarmos finalizando, gente mais próxima, dar profundidade. Treinaremos essa semana para que consigamos equacionar essa questão o mais rápido possível, para que nossa equipe se torne perigosa e crie situações de muita dificuldade para o adversário. Vamos trabalhar, criar situações, tentar algumas variações, tudo que já fizeram e deu certo, e tentar criar situações novas, para que possamos eliminar essa situação que não tem acontecido.

TIME PESADO, SEM MOBILIDADE. FALTA JUVENTUDE?
– A gente acredita nessa mescla. Acredito nos nossos jogadores. Fizemos alguns treinamentos e foram muito bons durante a semana. Tudo que pedimos em relação a profundidade, que viemos cobrando da partida passada que não fizemos no segundo tempo, todo esse tipo de movimentação, conseguimos êxito durante o treinamento. Lógico que no primeiro tempo não saiu, mas temos que arrumar uma maneira para que possamos ferir mais o adversário de alguma forma. E vamos trabalhar essa semana para criar essas situações, para conseguir ganhar essa profundidade, que tanto queremos, para furar a defesa e chegar com perigo ao gol adversário.