Na noite deste sábado, o Fluminense recebeu o Internacional no Maracanã, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com mais uma atuação ruim, o Tricolor, lento e ineficaz nas transições ofensivas, foi derrotado pelo Colorado por 1 a 0. Alemão marcou o único gol do jogo, já no segundo tempo. Com o resultado, o Tricolor perdeu a oportunidade de colar nos líderes e segue com apenas 4 pontos em três jogos.

O JOGO

A partida começou bastante equilibrada. Embora o Tricolor tivesse mais a posse de bola, o Colorado marcava alto e chegava mais perto do gol de Fábio. Até o meio do primeiro tempo, o adversário tinha mais que o dobro de finalizações do que o Flu. Nenhuma delas, no entanto, de muito perigo.


O jogo era muito brigado, mas ambas as equipes não eram efetivas e pecavam no último passe. Ne melhor oportunidade do Time de Guerreiros, Martinelli lançou Bigode, que foi no fundo e cruzou com açúcar para Cano. O argentino, livre de marcação, bateu de primeira, mas pegou mascado e perdeu a grande chance do Flu na etapa inicial.

No segundo tempo, os comandados de Abel voltaram mais ligados. Sob a batuta de Ganso, passaram a alugar o campo de defesa do Inter. Faltava apenas acertar o último passe e tomar a melhor decisão na hora H. Mas no momento em que o Flu era melhor, o adversário chegou ao gol. Em cruzamento rasteiro, Alemão se antecipou a David Braz e tocou no canto do goleiro Fábio para abrir o marcador: 1 a 0.

Atrás no placar, o Tricolor foi obrigado a sair ainda mais para buscar o resultado. Abel implementou as entradas de Jhon Arias e Luiz Henrique para dar velocidade e desmontou o esquema com três zagueiros. Os minutos finais foram de abafa para tentar ao menos o empate, mas sem sucesso. Desorganizado, a pressão se baseou em chuveirinhos na área. Na próxima rodada, o Fluminense visita o Coritiba, no Couto Pereira.

O Time de Guerreiros foi a campo: FábioNinoManoel (Luccas Claro 16’/1ºT) e David Braz (Luiz Henrique 16’/2ºT; CalegariAndréMartinelli (Fred 32’/2ºT), Ganso (Matheus Martins 32’/2ºT) e Marlon; Willian Bigode (Jhon Arias 16’/2ºT) e Germán Cano.