(Foto: Divulgação/FIFA)

A mudança da regra de substituições, de três para cinco, no futebol sul-americano, foi implementada pela Conmebol em 2020 e será mantida para o início da Libertadores e da Sul-Americana para 2021. No entanto, essa alteração não está garantida até o fim do torneio. É o que explica o jornalista Marcel Rizzo em seu blog no site Uol Esportes.

Para a reta final dos dois torneios essa permissão para cinco substituições pode acabar, o que deixaria o torneio com metade sendo disputado com as cinco alterações e a outra com as três normais. Dependerá da FIFA prorrogar ou não até o fim de 2021 a medida.

Certo mesmo é que a Libertadores terá essa regra até as oitavas de final, programadas para acontecer nos meios de semana de 14 e 21 de julho. A quartas de final (em agosto), semifinais (em setembro) e a final única, dia 20 de novembro, podem ter o limite de três alterações de volta.