Lucca lembra que não é fácil ir às quartas de Libertadores e Copa do Brasil ao mesmo tempo (Foto: Lucas Merçon - FFC)

O Fluminense trocou de comando recentemente. Saiu o técnico Roger Machado e entrou um velho conhecido: Marcão. Com isso, Lucca passou a ter mais chances. Questionado sobre as diferenças entre os dois treinadores, o atacante fez um elogio ao trabalho do ex e também enalteceu o atual.

Por mais que o Fluminense tenha caído nas quartas de final da Libertadores, Lucca destacou o quanto é complicado chegar tão longe, além de estar ainda vivo na mesma fase só que na Copa do Brasil. Em relação a Marcão, o atacante celebra o fato de contar com a sua confiança.

— O modo de trabalhar, de treinamento, de campo, é diferente. São pessoas que pensam um pouco diferente e procuramos nos encaixar. O Roger fez um grande trabalho aqui, mas infelizmente saímos de uma competição muito importante, que todo mundo queria. Pelo momento que vivíamos no Brasileiro, acabou com a saída. Sem dúvida, um trabalho que tem de ser enaltecido. Não é fácil chegar nas quartas de Libertadores e Copa do Brasil. Ainda estamos vivos na Copa do Brasil. Marcão tem ideias diferentes e temos de procurar pegar o mais rápido possível. Eu procuro fazer o meu trabalho. Sempre estive pronto quando o Roger comandava, sempre à disposição, querendo fazer o melhor. E estou aí. Se for para começar jogando ou na suplência, não tenho vaidade, mas todo mundo quer jogar o máximo de minutos possível. Marcão é um cara que gosta de mim, independentemente de qualquer coisa, conversou comigo, está sempre comigo. E procuramos fazer sempre o melhor possível – disse.