Quando saiu a notícia do interesse do Fluminense em Gustavo Blanco, do Shakhtar Donetsk (UCR) foi imediata a a reação de alguns tricolores nas redes sociais: “É o Lucifer!”. Mas calma, torcedor, não se trata exatamente do anjo caído como descrito na Bíblia, mas do personagem da série de  tv norte-americana que estreou em janeiro de 2016.

Os tricolores compararam fisicamente o jogador com Lucifer Morningstar, que, na história, está entediado no Inferno. Ele renuncia ao trono e tira “férias” em Los Angeles. Mas este homônimo do capeta, ao invés de atazanar os mortais, ajuda a polícia a resolver casos de homicídios.

Quanto a Blanco, é um argentino de 26 anos, que atua na Ucrânia desde 2016. No ano passado, foi contratado pelo Shakhtar. De acordo com o site Globo Esporte, ele interessa ao Fluminense para substituir Henrique Dourado. Curiosamente, o argentino já está seguindo o clube no Instagram e no Facebook.