Nenê fez o segundo gol tricolor na vitória de 3 a 1 na Argentina (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Nenê fez o segundo gol do Fluminense na vitória de 3 a 1 sobre o River Plate, na última terça, na Argentina, e se tornou o jogador mais velho a marcar pelo Tricolor na Libertadores. Segundo o meia, o mais importante era vencer, mas deixar o seu num duelo fundamental para as pretensões da equipe na competição também tem um sabor especial.

Disposto a ajudar, o camisa 11 (77 na temporada, mas 11 na Libertadores) destacou o feito.

– A importância não era de eu fazer gol, mas sim da gente conquistar essa vitória. Para mim, não importa se eu dou passe, faço gol. Para mim, vale a mesma coisa. Mas é sempre bom também, né? (risos) Marcar contra um grande adversário e em um momento tão importante para a gente. Fortalece, motiva para continuar dando o meu melhor pelo Fluminense – disse.