(Foto: Mailson Santana - FFC)

Na derrota por 1 a 0 para o Ceará, domingo, no Castelão, Marcão deixou o Fluminense durante todo o segundo tempo com dois centroavantes. A equipe tinha um homem a mais e o técnico lançou Fred no intervalo para atuar ao lado de Abel Hernández. Posteriormente, tirou o uruguaio, mas colocou Bobadilla. Após a partida, explicou suas opções.

– O Raúl entrou no lugar do Abel. Quando a gente colocou o segundo atacante foi para segurar a última linha, prender com os dois jogadores que fazem o pivô. E, se tivesse jogada de lado, a gente aproveitaria o posicionamento dos dois. Conseguimos segurar a última linha deles, mas fomos pouco efetivos. A gente chegou do lado, poderia variar bastante por dentro, com esses dois jogadores. É o ajuste necessário que a gente precisa para criar as situações que a gente quer transformar em gols – disse.

Passado o revés, o Fluminense voltará a campo no próximo sábado. Pela 30ª rodada do Brasileiro, encara o Sport, no Maracanã.