Marcão conseguiu classificação para a Libertadores (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Após levantar a possibilidade de trocar Caio Paulista por Jhon Arias na equipe titular, Marcão manteve o atacante na partida contra o Bahia, neste domingo, na Fonte Nova, onde o Fluminense perdeu por 2 a 0, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Depois do jogo, o técnico explicou a situação.

Caio não vinha tendo boas atuações e seguiu no time. Foi substituído no intervalo. De acordo com o treinador, a questão foi tática.

— Na verdade, a entrega. A gente fez a análise do jogo passado. Falei que taticamente nos ajudou muito. Se todos estão cobrando é porque sabem onde ele pode chegar. Entendemos que era um lado perigoso, o lado dele, com o Nino. Nos ajuda muito. Nesse primeiro momento optamos pela questão tática defensiva, para ajudar ali o Danilo. Já tínhamos perdido o Marlon, o David, não queríamos trocar o lado todo. Mantivemos o Caio. Sempre acreditando que num momento juntos vamos reagir, que ele vai fazer o que sabe de melhor, tanto defensivo quanto ofensivo, fazer os gols. Infelizmente, não foi. No intervalo precisávamos de alguém para controlar mais o jogo e colocamos o Martinelli e o Cazares – falou.