Mário comentou as diferenças entre a temporada de 2021 e a de 2020 (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Antes da vitória do Fluminense por 1 a 0 sobre o Internacional, quarta-feira, no Maracanã, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, Mário Bittencourt concedeu entrevista à Flu TV na qual analisou a temporada tricolor. O presidente falou sobre as diferenças entre 2021 e 2020 e projetou a reta final da atual.

– Há uma diferença entre 2021 e 2020. É que em 2020 saímos precocemente da Sul-Americana, depois houve a pandemia, que mexeu com o mundo inteiro, e quando retorna tem a eliminação na Copa do Brasil. Com isso, ficamos 100% focados no Brasileiro e chegamos em quinto, classificando direto para a fase de grupos. Esse ano, disputamos três competições muito difíceis simultaneamente. Se olhar a tabela na época das quartas de final da Libertadores e Copa do Brasil, é o único período que tivemos muitas derrotas seguidas no ano. No ano passado, em nenhum momento tivemos três derrotas seguidas. Esse ano, a gente coloca o time reserva contra o Grêmio e perde jogo… disse, continuando:

– Se olhar os clubes de grandes investimentos, às vésperas do mata-mata também colocam seus times alternativos. A diferença é que têm capacidade maior que a nossa financeira e conseguem manter o desempenho. Acredito que cheguemos batendo a porta de dezembro com uma expectativa ótima para o jogo de hoje e de retornar à Libertadores. O Fluminense pode fazer muito mais, merece muito mais, mas no trabalho que a gente vem fazendo de reconstrução, que passa pelo futebol, e que nos anos anteriores vinha sempre ficando de 12º para baixo, chegar no fim do ano podendo voltar para a Libertadores, acho que fazemos uma temporada regular. A gente oscilou mais que o ano passado, mas é natural com muitos jovens. Espero que nessas últimas quatro rodadas (falou antes do jogo contra o Inter) possamos voltar à regularidade e chegar à Libertadores novamente.