Mário Bittencourt vê cunho político em protesto nas Laranjeiras

Mário Bittencourt vê cunho político em protesto nas Laranjeiras

Mário Bittencourt cita 2009, quando situação era bem pior e torcida apoiou
Mário Bittencourt cita 2009, quando situação era bem pior e torcida apoiou

Após o protesto realizado na tarde desta terça-feira nas Laranjeiras, Mário Bittencourt entende que há cunho político por trás das manifestações. O vice de futebol do Fluminense cita, por exemplo, uma absurda cobrança a Diego Cavalieri e lembra que em situações piores não houve nada parecido.

– Eu acredito que o protesto tenha outros interesses que não seja só contra instituição e jogadores. Salve engano, vi gente xingando o Diego Cavalieri. Acho totalmente absurdo e desmedido. Em relação a críticas ao presidente e a mim, quando você vê coisas assim, claro que tem coro político. O Fluminense já passou por situações piores nos últimos anos e não teve esses protestos. É normal em ambiente político, as pessoas se aproveitarem. Quando contratamos o Ricardo Drubscky, invadiram a minha sala. Essa meia-dúzia não tem o reflexo do torcedor comum. O torcedor comum está triste, mas apoiando. Quando acabou o jogo contra o Sport, teve torcedor local que foi à porta do hotel apoiar. Há alguns que reclamam de um ou outro jogador, mas é opinião, é normal. O momento é ruim, mas estamos longe de estar no momento que estávamos em 2009. Naquele momento colocaram uma faixa “lutem até o fim” e o time saiu. Não vamos parar de trabalhar e esse tipo de coisa só nos dá mais força – disse.


Sem comentários