(Foto: Lucas Merçon - FFC)

Nino e Cazares serão desfalques na partida do Fluminense nesta quarta-feira, às 21h30, contra o Red Bull Bragantino, no Maracanã, pela Copa do Brasil. Ambos foram convocados por suas seleções, o zagueiro para a seleção olímpica do Brasil e o meia pela seleção principal do Equador.

Em entrevista, o presidente Mário Bittencourt comentou as ausências e ressaltou que por que o clube perca tecnicamente, como instituição, é benéfico para o Tricolor ter atletas selecionados para as seleções de seus respectivos países.

– Temos de pensar no profissional. O sonho de qualquer jogador é jogar pela seleção do seu país também. Então temos de pensar no profissional, na alegria deles. É importante para nós como instituição também. Quando ele vai, o clube se valoriza. E isso é uma regra do jogo. É assim há cem anos. Nós, brasileiros, e eu me incluo, temos memória curta. Nós nos orgulhamos pelo gol do Branco na Copa de 1994, que era jogador do Fluminense representando a seleção, do Castilho ter sido campeão com a seleção. Nos orgulhamos do primeiro jogo da seleção ter sido aqui nas Laranjeiras. Aí não queremos que o nosso jogador seja convocado para a seleção? – disse ele.