(Foto: Divulgação / Manchester City)

Considerados dois dos melhores atletas da geração sub-17 do Fluminense que encantou na última temporada, conquistando o Brasileiro e sendo vice da Copa do Brasil na categoria, o volante Metinho e o atacante Kayky ficaram menos do que o esperado no Fluminense.

Vendidos para o Grupo City, os jogadores tiveram suas saídas antecipadas, depois de não serem utilizados como se era esperado. O presidente Mário Bittencourt comentou a situação e disse que a relação com o grupo de investimentos é ótima.

– Mantenho contato constante com os representantes do grupo, aqui no Brasil e também com o representante de fora do Brasil e vínhamos discutindo quinzenalmente a questão das performances. Em algum momento, quando eles não estavam mais sendo utilizados por critérios técnicos, houve um entendimento na parceria, de que era importante eles seguirem para lá para se adaptarem ao futebol europeu, aí a gente consultou a comissão técnica naquele momento, consultou nosso departamento de preparação física, fisiologia, para saber se eles concordavam que a gente antecipasse a ida, para melhor desenvolvimento dos atletas ou se eles pretendiam, ainda, usar com frequência os atletas. Eles disseram que os atletas estavam no grupo – profissional e sub-23 – mas que não haviam visualização de utilização constante, que poderiam entrar em alguns jogos específicos. O Kayky até entrou, depois que a gente tinha definido a ida dele antecipada. E aí junta tudo isso à cabeça do atleta, que sabe que em janeiro já não vai estar mais aqui, que vislumbra já estar morando na Europa, ganhando um novo salário, vestindo a camisa de um clube europeu. Isso tudo foi conversado, amigavelmente, com o representante do Grupo e com o representante dos atletas. Foi decidido de maneira conjunta, de comum acordo, que eles iam antecipar a ida. A relação continua ótima – disse.

O NETFLU, com Leandro Dias e Rafael Siri,fez um react da coletiva do presidente que você pode conferir aqui ou através do link abaixo: