Mário Bittencourt explica contratação de Wellington Paulista

Mário Bittencourt explica contratação de Wellington Paulista

Wellington Paulista jogará na Ponte Preta em 2016
Wellington Paulista jogará na Ponte Preta em 2016

Wellington Paulista foi uma dos nomes mais contestados no Fluminense nesta temporada, especialmente pela duração do contrato: três anos. O NETFLU conseguiu, com exclusividade, trechos da  reunião extraordinária do Conselho Deliberativo, onde o vice-presidente de futebol, Mário Bittencourt, justificou a contratação e admitiu a saída dele para a Ponte Preta.

– Do nada, o Wellington Paulista se tornou no pior jogador da história do futebol Fluminense. Nossa ideia era que o Samuel e o Michael fossem os substitutos do Fred. O Samuel nos pediu para não jogar no Fluminense esse ano por questões familiares, porque a torcida o perseguia…Daí pensamos no Michael, mas não preciso entrar em detalhes. Depois de tudo o que fizemos, não conseguimos recuperar a cabeça dele. Daí fomos ao mercado. Nos ofereceram o Alecsandro. Ganhava R$ 310 mil no Flamengo, que estava doido para se livrar dele. Eu gosto. Jogador que mete gol, decisivo, campeão da Libertadores mas R$ 310 mil para ser reserva do Fred é um absurdo. Fomos buscar outros. Não conseguimos porque não tínhamos dinheiro. Queríamos um jogador com passagens por clube grande sem gastar. Pegamos o scout do Wellington Paulista. O scout técnico do Wellington Paulista nos mostrou que ele tem 100 gols a mais na carreira do Guerrero (do Flamengo). Ambos têm a mesma idade. Não estou discutindo a qualidade dos jogadores, mas performance. Jogou no Botafogo, Cruzeiro, West Ham e Inter. Fez 278 gols na carreira. O Internacional tinha uma dívida gigante com ele e estava emprestado ao Coritiba. No Inter ganhava R$ 260 mil por mês. No Coritiba, pagava 100 e o Inter, 160. Essa foi a operação. Talvez, para vocês, não tenha rendido no campo, mas para o nosso scout, tem mercado. Conseguimos botar e tirar. A princípio, vai para a Ponte e substituirá o Borges.


Sem comentários