(Foto: Lucas Merçon/FFC)

Ao relembrar a campanha na primeira fase da Libertadores da América, o presidente Mário Bittencourt apontou o intervalo entre a perda do título carioca para o Flamengo e o triunfo por 3 a 1 contra o River Plate (ARG) como o momento mais difícil dos tricolores na competição, até o momento.

– Para mim, como presidente e torcedor do clube, perder uma final para o Flamengo é sempre extremamente desgastante, do ponto de vista emocional. Mas precisávamos entender que tínhamos uma decisão de grande proporção, importante para o clube, contra o River. Todos nós fomos ao CT e nos unimos no domingo de manhã (depois da final do Campeonato Carioca) para arrancar com força. Foi o momento mais difícil: conseguir, após uma derrota dolorosa para o Flamengo, virar a chave e ir para a Argentina com as energias totalmente renovadas – disse.

Vale lembrar que o Fluminense vai encarar o Cerro Porteño, do Paraguai, na próxima fase da competição continental.