Reforço do Atlético-MG para o time sub-20, o meia Kalani Almeida, hoje com 19 anos, chegou após passagem pelo Boavista, de Portugal, com uma multa de R$ 300 milhões. Mas ele começou a ser conhecido para o mundo do futebol após viralizar no YouTube ainda quando menino e vestindo a camisa do Fluminense.

Nascido em 2002, em Niterói, Kalani Almeida deu seus primeiros passos com apenas três anos, o pai, Luiz Almeida, responsável pela escolinha do Fluminense em Pendotiba (bairro de Niterói), o colocou para fazer o primeiro teste com garotos sub-5 (categoria Mamadeira). Um vídeo com suas habilidades em 2008 chegou a ter mais de 1,5 milhão de visualizações no YouTube, mas não existe mais tal registro.

O pai era responsável por divulgar seus vídeos. Chamava a atenção por bem novo bater falta com a força e precisão de gente bem mais velha. Em 2016, no sub-13, teve convite para se mudar para a Europa com a família e seguiu. Jogou na Espanha e em Portugal, onde mais recentemente defendeu o Boavista.

Por mais que o valor da multa rescisória chame muita atenção, o diretor de futebol do Atlético-MG, Rodrigo Caetano, minimizou a questão.

— Fazem relação de quanto maior a multa, maior a expectativa, maior o talento; não tem nada a ver, é por proteção – falou.

O vídeo de 1,5 milhão de visualizações do jogador no YouTube não existe mais, mas confira um em que ele com dez anos brilhava com a camisa tricolor no futsal: