Modorrento, Flu vence e garante vantagem nas semifinais

Modorrento, Flu vence e garante vantagem nas semifinais

Foto: Nelson Perez
Foto: Nelson Perez

O Fluminense não jogou bem, nem convenceu seu torcedor, mas voltou a vencer depois de três partidas. Com gols da nova dupla de ataque – Walter e Fred – e de Wagner, o Tricolor bateu o Volta Redonda por 3 a 1, neste domingo, no Moacyrzão.

Com o resultado, a equipe se manteve na vice-liderança do Estadual e terá a vantagem de jogar por dois empates. O adversário nas semifinais será o Vasco.

Os jogadores do Fluminense prometeram reação depois da atuação patética da última quinta-feira. Não foi o que se viu durante boa parte do primeiro tempo. Novamente com três volantes, agora Rafinha no lugar de Diguinho, machucado, o time de Renato Gaúcho abusava da lentidão e da ausência de criatividade.

Lá atrás, Gum e Elivélton davam sustos, reforçados pela falta de marcação, apesar do trio de meio-campistas defensivos, e dos laterais. O frágil Volta Redonda foi melhor do que o Flu. Aproveitava os espaços e tentou chegar ao gol com chutes  de fora área – um carimbou o travessão -, e cruzamentos.

Wagner e Bruno eram dois dos poucos que estavam afim de jogo. Jean, mal demais desde o ano passado inteiro, passeava em campo, enquanto Walter e Fred, técnicos, mas vagarosos, esperavam algum lance pelos flancos.

O alívio veio aos 36 minutos em boa jogada de Bruno. O lateral-direito cruzou do bico da grande área e achou Walter livre. O ex-gordinho emendou de primeira e abriu o marcador.

O gol não melhorou o desempenho ofensivo do Fluminense. A rigor, o time só incomodou mesmo o Volta Redonda com o tento do xodó da torcida tricolor.  O adversário atrapalhou muito mais e só não estufou as redes de Cavalieri pelas suas próprias limitações.

Sem empolgar, o Flu melhorou  no segundo tempo. Não se expôs tanto e esperava o Volta Redonda para sair nos contra-ataques, mesmo ausente de jogadores velozes na frente. Até a parada técnica, a partida era chata e arrastada. Lances de importância foram com Walter, em cabeçada, e Fred, que marcou seu quarto gol no ano após roubada de bola de Carlinhos e passe de Jean.

A partir do gol de Fred, a partida ficou aberta e não demorou para o terceiro sair. Wagner, um dos melhores em campo, ampliou em chute de fora da área. Antes, Renato Gaúcho já havia trocado Walter e Fred por Rafael Sobis e Marcos Júnior, visando o primeiro jogo das semifinais. Chiquinho, minutos depois, entrou no lugar de Valencia.

O Fluminense manteve a estratégia de esperar o Voltaço em seu campo para puxar os contra-ataques. Mas o adversário diminuiu com Tiago Amaral, em bobeada geral da defesa, que, com o gol tomado, já foi vazada 15 vezes por times de menor expressão.


Sem comentários