Foi com uma boa dose de dificuldade, mas o Fluminense conseguiu vitória importante fora de casa no Campeonato Brasileiro. Em jogo válido pela 11ª rodada, o Tricolor foi com time misto à Ilha do Retiro e superou o Sport, de virada, por 2 a 1. Lucca saiu do banco para fazer os dois e garantir o triunfo ao Fluzão. André, de pênalti, havia aberto o placar.

Apesar da ausência de jogadores de velocidade na formação inicial (Luiz Henrique, com boa vontade, era o único), o Fluminense começou imprimindo uma boa movimentação. Com menos de dez minutos já havia criado duas oportunidades claras de marcar. O goleiro Mailson precisou fazer duas ótimas intervenções em chute cara a cara de Nenê e cabeçada de Luiz Henrique.

O Sport, mesmo sendo um time para lá de limitado, também dava suas espetadas esporádicas e Muriel devolveu com boas defesas em chutes de André e Tréllez. A partir daí, as duas equipes passaram a se alternar nas ações ofensivas. No Flu, Luiz Henrique era quem mais buscava o jogo.

Pouco antes do intervalo, num lance bobo, David Braz pulou com o braço aberto para cortar cruzamento de Ricardinho e cedeu pênalti infantilmente ao adversário. Penalidade essa convertida por André.

Atrás no marcador, Roger Machado lançou Lucca já na volta para o segundo tempo com o intuito de ter um homem com característica de área. E a tacada foi certeira. Depois de perder uma chance de cabeça, o atacante escorou cruzamento rasteiro de Danilo Barcelos e empatou.

A dupla voltaria a funcionar quando o lateral-esquerdo bateu escanteio na cabeça de Lucca e ele mandou no cantinho. Uma linda virada do Fluzão para dar moral visando à sequência do Brasileirão e, claro, de olho na Libertadores também.

Na próxima rodada, o Fluminense encara o Grêmio, sábado que vem, no Maracanã. Antes disso, encara o Cerro Porteño, terça, no Paraguai, pela ida das oitavas de final da Libertadores.

O Fluminense jogou com: Muriel, Calegari, Manoel, David Braz e Danilo Barcelos; Wellington (Yago, 40′ do 2ºT), Martinelli e Nenê (Lucca, intervalo); Cazares (Matheus Martins, 23′ do 2ºT), Luiz Henrique (João Neto, 29′ do 2ºT) e Ganso (Gustavo Apis, 40′ do 2ºT).