Nenê pretende jogar por mais uns três anos (Foto: Mailson Santana - FFC)

Aos 40 anos, que completa nesta segunda-feira, Nenê ainda afirma ter mais uns três de lenha para queimar no futebol. Depois, o meia do Fluminense já tem bem definido em sua mente o que fará quando pendurar as chuteiras. Quer ser treinador.

— Eu pensava em continuar no futebol talvez como empresário ou coordenador, mas acho que, como sou muito apaixonado, não vou conseguir ficar de fora, sem participar e contribuir. Já vou começar a fazer os cursos quando puder, mas sem ainda colocar a cabeça só nisso porque meu foco tem que ser no agora, no que estou fazendo dentro do campo. Futuramente já tenho isso na cabeça, 95% de chances de virar treinador – disse, revelando também suas inspirações:

— O que eu gosto muito é o Guardiola. Vi uma série e estou lendo o livro dele. É fenomenal, acho que todos gostam dele, é um dos melhores treinadores do mundo, se não for o melhor. Gosto muito do Ancelotti, trabalhei junto com ele no PSG. Alguns que já passaram e eu aprendi bastante também, desde Luxemburgo a Papito (Odair Hellmann), o próprio Roger (Machado) é muito inteligente e tem ideias boas. Vou falar só alguns porque depois cobram que não citei (risos).