(Foto: Lucas Merçon - FFC)

Repercutiu o mundo o caso de racismo no jogo da Liga dos Campeões da Europa, entre PSG, da França, e Istanbul, da Turquia. Na ocasião, ambos os times deixaram o gramado e se recusaram a prosseguir com a partida após uma ofensa do quarto árbitro a um integrante da comissão técnica do clube turco.

Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, no CT Carlos Castilho, na Barra da Tijuca, o zagueiro Nino se posicionou sobre o ocorrido e falou sobre o preconceito racial no âmbito do futebol e na sociedade como um todo.

– Fiquei muito triste pelo que aconteceu (caso de racismo). Gostei dos jogadores terem deixado o campo e me senti representado. Isso já devia ter acontecido. Torceremos e lutaremos para que isso nunca mais aconteça – disse.