Em 2010, Richarlyson foi chamado por Muricy para jogar no Fluminense, mas fechou com o Atlético-MG (Foto: Vinícius Lima - America FC)

Hoje jogador do America, Richarlyson quase foi parar no Fluminense em 2010, quando deixou o São Paulo e acabou no Atlético-MG. A revelação foi feita pelo próprio volante em entrevista ao jornal O Globo. No fim de semana, fez o gol de sua atual equipe no empate de 1 a 1 com o Nova Iguaçu, pela Seletiva do Campeonato Carioca, e comentou sobre a primeira passagem no Rio de Janeiro.

— Quando falaram do America, só falei “vou”. Comuniquei ao meu pai, meu irmão (Alecsandro) e fechei. Quero colocar o America no lugar que ele não deveria ter saído. Quem me convidou foi o treinador, Álvaro Gaia. Disse que estava me acompanhando e queria me trazer para esse projeto. Fiquei eufórico. A única oportunidade que tive (de ir para o Rio) foi em 2010, quando o Muricy Ramalho tentou me levar para o Fluminense, mas decidi ir para o Atlético-MG – disse.

Mas por que optou pelo Atlético-MG em detrimento do Fluminense à época? O Richarlyson explicou a opção.

— Meu contrato ia acabar com o São Paulo e tinha trabalhado três anos e meio com o Muricy. Ele me convidou, mas já tinha recebido proposta do Atlético-MG e tinha mais amigos lá do que no Fluminense. A própria estrutura na época era melhor, o próprio Muricy disse que não era como a do São Paulo. Isso me deixou meio temeroso. Ele foi muito sincero comigo sobre as estruturas (do Flu) – encerrou.