(Foto: Reprodução ESPN)

O técnico do Cerro Porteño, o ex-lateral do Grêmio Francisco Arce, ficou “pistola” com a arbitragem depois da vitória do Fluminense por 2 a 0. Na opinião do paraguaio, o time azul e grená foi roubado e estranhou o comportando do auxiliar que, rapidamente, levantou a bandeira.

– Foi um erro muito óbvio, muito grande, muito evidente. É impossível que não se deram conta, pelo menos os que estavam no VAR. O auxiliar também levantou muito rápido a bandeira. Nos assaltaram à mão armada dentro da nossa própria casa – detonou Arce, que seguiu:

– Nos incomodamos por algo tão óbvio e fácil de perceber, vários profissionais pagos por isso, mas não puderam ver, com oito ou dez câmeras. Tínhamos as imagens imediatamente em nossos celulares. Obviamente (que o erro) afeta um pouco, poderia mudar a forma de encarar o segundo tempo. Agora não podemos fazer nada. Eles metem muito a mão aqui e também nos jogos internacionais.