Organizada do Vasco se isenta de possível tragédia no Maracanã

Organizada do Vasco se isenta de possível tragédia no Maracanã

Foto: Nelson Perez

Aguardado com ansiedade por muitos torcedores, o clássico entre Fluminense e Vasco marcará a reabertura do Maracanã, no próximo domingo, para os clubes cariocas. Entretanto, uma torcida organizada do Cruzmaltino, inconformada pelo clube ter que trocar de lado no estádio, parece mais interessada em fazer confusão. Tanto que, em carta endereçada ao presidente do clube, que já circula livremente nas redes sociais, em tom de ameaça, afirma que qualquer confusão que ocorrer nos arredores do estádio, incluindo uma tragédia, será culpa do Fluminense.

 

Confira a carta da uniformizada do Vasco, na íntegra, endereçada ao presidente do clube, Roberto Dinamite:

“O G.R.T.O. Força Jovem do Vasco, vem através da sua atual Diretoria, solicitar ao Presidente do C.R. Vasco da Gama, Roberto Dinamite, que intervenha e defenda o nosso direito adquirido, de ficar na UERJ, durante o clássico do próximo Domingo, dia 21/07/13, entre Vasco x fluminense, válido pela 08 rodada do primeiro turno do Brasileiro.

No nosso entender, existe um excesso de ” VAIDADE “, por parte do fluminense e dos proprietários do novo consórcio Maracanã S.A., e estamos mais que acostumados a ficar na UERJ, visto que, fomos os primeiros campeões do Maracanã e tivemos o direito de escolher o lugar fixo, há exatos 63 anos, além de saber aonde paramos os nossos carros, pegamos os ônibus e principalmente facilitar a nossa logística, pois vamos a pé de São Januário até o Maracanã, afim de evitar qualquer tipo de confronto ou brigas com qualquer torcida rival, além de cooperar com o G.E.P.E e todas as Autoridades Públicas para o bom andamento dos jogos do C.R. Vasco da Gama.

Se por acaso ocorrer alguma briga, confusão ou morte no jogo de reinauguração no próximo Domingo no novo Maracanã, os mesmos Proprietários do Consórcio e o Presidente do fluminense e toda a sua Diretoria, tem que ser culpados civil e criminalmente, por tamanha atrocidades!

A dificuldades que teremos, temos ciência que toda a torcida do fluminense terá também, e além disso, solicitamos que lembre ao Presidente Peter Siemsen, que quando o fluminense caiu para a terceira divisão o Vasco o recolocou na primeira divisão em 2000, e este ano, quando o Engenhão foi interditado, nós prontamente cedemos São Januário para que eles, tivessem aonde jogar na Libertadores.

Exigimos que o clássico do returno seja disputado em São Januário, que também é nosso direito pois temos estádio há 86 anos, caso contrário, o Vasco não deve entrar em campo!

Solicitamos que o senhor, peça através de uma coletiva de imprensa, o apoio do Governador Sérgio Cabral, do Prefeito Eduardo Paes e da Delegada Martha Rocha, para junto com a cúpula de Segurança Pública do Rio de Janeiro, resolvam este imbróglio e entendam que “ficar como está”, o Vasco na UERJ e o fluminense no Belline é solução mais simples e viável para evitar possíveis confrontos, brigas e mortes no país que sediará a próxima Copa do Mundo e a Olimpíada.

Não ficará bem, o mundo todo assistindo brigas generalizadas e mortes ocorrendo em torno do novo Maracanã no jogo de reabertura do estádio !

Pensem, reflitam e tomem a atitude correta de ficar como sempre foi na história, para que não se aconteça uma tragédia mais que anunciada !

Amamos a Paz, mas nunca fugiremos da Guerra !

Diretoria do G.R.T.O. Força Jovem do Vasco”