Depois da Bravo 52 se manifestar dizendo que nunca recebeu ingressos, chamando Abad de mentiroso, o presidente do Flu garantiu que nem para a barra, tampouco o Sobranada, receberam qualquer incentivo financeiro ou bilhetes. Entretanto, não tirou do “balaio” outras torcidas. Em cima disto, a organizada Garra Tricolor lançou uma nota oficial detonando o pronunciamento do homem forte do clube das Laranjeiras.

Confira: 

GENERALIZAÇÃO NÃO PASSARÁ! ABAD, DÊ NOME AOS TEUS BOIS. Pois nós não temos tempo para boatos ou tuas mentiras.


Se a Torcida GARRA TRICOLOR estivesse envolvida em alguma situação de ingresso, nosso presidente teria sido conduzido assim como os demais. Porem não tratamos de receber ingresso em nenhum momento, até porque foi deixado bem claro pelo presidente que, devido ao TAC, essa possibilidade não existiria.

Tranquilamente podemos afirmar que a Torcida GARRA TRICOLOR não participou desse “pacto por ingressos” como a mídia ou o próprio presidente Abad citou. Também não sabemos em que momento ou de que forma isso foi conversado ou se foi conversado, pois não participamos.

Se o senhor presidente fez pacto envolvendo ingressos ele deveria(DEVE) estar sendo investigado, pois descumpriu o TAC.

Somos 24 horas por dia contra essa gestão PÍFIA da Flusócio. E apoiamos a Polícia Civil no combate a cambistagem – que pode estar acontecendo de outras formas também!

Nosso repúdio a declaração do presidente Pedro Abad, onde citou que TODAS as torcidas foram ajudadas. Mas não esperamos nada diferente de uma gestão amadora e improdutiva.

A Garra é pelo Fluminense, e não do Fluminense – doa a quem doer.

Somos solidários aos Diretores de torcidas, coirmãs, tricolores comuns, grupos e movimentos que foram pegos de surpresa assim como nós. Um dia que não deve se repetir.

Diretoria Garra Tricolor, Fluminense até o Fim!