Passado rubro-negro contribuiu para “divisão” da torcida, diz TN10

Passado rubro-negro contribuiu para “divisão” da torcida, diz TN10

A passagem pelo Flamengo em 2011 fez com que grande parte da torcida do Fluminense olhasse o jogador com outros olhos. Ídolo após a Copa Libertadores de 2008, voltou ao clube que o projetou no ano passado longe de ser unanimidade.

– Acho que ainda é fruto da minha passagem pelo Flamengo. Pela forma como eu joguei lá… Foi um ano espetacular, não posso negar. Quando eu voltei, as coisas não começaram da forma como o torcedor queria. Eles sempre vão lembrar de 2007 e 2008, fazendo gols direto. Até entendo a cobrança pelo jogador que eu passei a ser no Fluminense, por tudo que aconteceu. Do jeito que eles me cobram, eu também me cobro. Sei que às vezes as coisas não saem como eu quero e como eles querem. O torcedor também tinha que entender um pouco o meu lado. Eu era o camisa 10 e não jogava sozinho. Quando perdia, era o Thiago que tinha feito isso ou aquilo. Quando ganhava, os outros que eram os melhores em campo. Fico tranquilo, isso faz parte. Vai ser sempre assim. Se eu voltar, a cobrança em cima de mim será sempre maior do que a sobre os outros.