Peter explica como seria possível rescisão com o Maracanã

Peter explica como seria possível rescisão com o Maracanã

Peter Siemsen exemplificou o que poderia fazer o Fluminense não seguir com o Maracanã (Foto: Photocamera)

O Fluminense assinou com o consórcio que administra o Maracanã por 35 anos. Mas existe a possibilidade de rescisão. Peter Siemsen explicou como seria um hipotético rompimento de compromisso. De acordo com o presidente tricolor, há uma multa proporcional ao tempo cumprido no acordo.

– As cláusulas de rescisão são proporcionais ao tempo cumprido no contrato e até se o clube conseguir algo em seu benefício, como é o caso da construção de um estádio. Se o Fluminense encontrar possibilidade de construir um estádio próprio, com um terreno cedido, um parceiro para a construção e o contrato for muito bom, com poucos custos, poderemos indenizar o consórcio. Mas tudo isso dentro de um valor proporcional – disse.