Foto: Mailson Santana/FFC

Nenhuma equipe no Brasil tem mais potencial que o Fluminense em 2017. Este diagnóstico é da nova cúpula de futebol do clube, destaca a reportagem da ESPN Brasil, sobre o atual elenco tricolor e a oportunidade de fazer dinheiro com a venda de uma promessa no meio do ano, além de novas revelações. A avaliação interna é de que nenhum outro time no país conta com o mesmo número de ativos em seu elenco.

Na última janela de transferências europeia, o Flurecusou oferta de nove milhões de euros (R$ 30 milhões) do Ajax (HOL) pelo atacante Richarlison, 19 anos, recebeu sondagem do Lille (FRA) pelo volante Douglas, 20, e ainda freou investidas pelo meia Gustavo Scarpa, 23, como uma do Palmeiras de R$ 20 milhões mais o empréstimo de dois jogadores.

Ao trio, ainda são somados o lateral esquerdo Léo Pelé, 20, o volante Orejuela, 23, os meias-Sornoza, 23, e Wellington, 24, e os atacante Marcos Júnior, 24, Pedro, 19, e Lucas Fernandes, 22. Jovens, promissores, capazes de trazer resultado esportivo e, futuramente, financeiro.

Até o início de 2017, o Fluminense tinha mais de 60 jogadores em seu dia-a-dia. Ele reduziu o seu grupo em praticamente metade, em uma economia que, conforme calcula, chegará a R$ 15 milhões no fim do ano. Em seu planejamento, foi barrada a vinda de qualquer atleta apenas para compor o seu elenco. A ordem é contratar apenas jogadores que sejam, reconhecidamente, melhores do que aquele que treinam no CT Pedro Antonio.

O raciocínio é de que essas peças devem vir de outras duas fontes que formam hoje o tripé de sustentação para o profissional ao lado da base: os projetos Plano de Carreira e Europa. Empréstimos para clubes de menor porte do Brasil e, mais recentemente, o STK Samorin, clube que disputa a Segundona da Eslováquia.

Ayrton (Londrina), Matheus Pato (Tupi), Breno (Metropolitano-SC), Luquinha (Flu Europa) e Marlon Freitas (Flu Europa) são as apostas da vez, de acordo com a ESPN Brasil.  O orçamento do clube deve ser votado apenas no mês que vem e é sabido que uma venda será efetuada na próxima janela de transferências, no meio do ano. Richarlison, Douglas ou Scarpa, quem parte?