(Foto: Adriano Fontes/Fluminense FC)

Finalistas do Brasileirão feminino sub-18 na temporada passada, Fluminense (campeão) e Internacional (vice) foram denunciados pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por uma suposta situação irregular das atletas Kailane, do Flu, e Mari Zanella, do Inter, no jogo de volta da decisão, disputado em 20 de março. Caso ambos sejam punidos, há possibilidade dois dois acabarem sem o título.

As duas agremiações foram enquadradas no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) que diz: “Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente. (Redação dada pela Resolução CNE nº 29 de 2009)”.

A pena prevista no artigo é de “perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais)”

De acordo com o portal GE, a alegação é de que a atleta Kailane foi escalada irregularmente por estar suspensa pelo terceiro cartão amarelo. Já com relação a Mari Zanella, goleira do Inter, a atleta não teria condição de jogo, pois o regulamento prevê limite de 23 inscritas e ela foi relacionada na posição de 24ª atleta.